31 agosto 2016

Curso de Extensão abre portas para participar de encontro na ONU

Estudantes poderão aprender como os países desenvolvem suas questões diplomáticas em comitês da Nações Unidas

            Quem quer ter a oportunidade de entender melhor como funciona a diplomacia dentro da Organização das Nações Unidas e a participação dos países na entidade terá uma oportunidade única a partir de setembro. O Curso de Extensão Negociação e Resolução da ONU colocará na prática diversas ações que envolvem a política externa de várias nações. As aulas serão ministradas no CESUPA e divididas em encontros teóricos e simulações, o que dará uma base maior para os alunos desenvolverem a habilidade de discurso e persuasão envolvendo diversos atores.

            Os assuntos principais do curso envolverão estudos sobre tratados e convenções internacionais, treinamento do formato de discurso em Assembleia Geral, orientação de pesquisa sobre política externa de países selecionados, criação de um documento nos moldes das Nações Unidas além de simulações para desenvolver habilidades de cooperação, comportamento diplomático e liderança. O curso também vai preparar os alunos para participar do National Model United Nations (NMUM) maior evento voltado para estudantes da ONU, realizado anualmente em Nova Iorque.

            “A ideia do curso é preparar um grupo de estudantes com a capacidade de analisar um conjunto de políticas externas e exercê-las como se estivesse na assembleia da ONU. As habilidades desenvolvidas serão voltadas para a liderança, capacidade de negociação, entre outras estratégias”, afirma Roberta Damasceno, coordenadora do curso e Menção Honrosa no NMUM 2015 e uma das organizadoras da delegação brasileira para 2017.

            A coordenadora ainda completa dizendo que o curso é um divisor de águas na compreensão da diplomacia e política internacional. “As universidades abordam muito a questão teórica mas a vivência faz total diferença. O objetivo é criar uma nova dimensão do que é a política e negociação dentro de um espaço plural como a ONU, afirma Roberta, que também faz parte da comissão de Direitos Humanos da OAB.

            O curso terá inicio em 13 de setembro, tendo sempre como encontros fixos às terças-feiras e um encontro para simulação uma vez por mês aos sábados, totalizando 90 horas/aula. Existe a obrigatoriedade de uma compreensão razoável de inglês para os estudos das aulas. Ao final dos encontros será feito um documento final com a posição dos países escolhidos pela turma e uma resolução negociada entre eles.

0 pareceres:

Postar um comentário