08 março 2017

8 de março: Dia Internacional da Mulher

O dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, foi oficialmente reconhecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1975, após inúmeras lutas históricas para que as mulheres fossem tratadas com dignidade e tuteladas por seus direitos fundamentais. A data faz alusão a 8 de março de 1857, quando operárias de Nova York decidiram fazer greve em prol de melhorias de condições de trabalho e equiparação salarial com os homens; houve fortes represálias policiais, terminando com a morte de mais de 100 mulheres trancadas dentro da fábrica onde foi ateado fogo em seguida.
Antes da oficialização dessa data pelas Nações Unidas, ela foi comemorada em 1908, nos Estados Unidos, devido à participação de 1500 mulheres numa manifestação a favor da igualdade econômica e política no país. Também, no mesmo país, mas no ano seguinte, a data foi comemorada após uma manifestação que contou com 3 mil indivíduos e, com uma greve, acarretou no fechamento de 500 fábricas têxtil americanas.
Embora o reconhecimento da data, sua comemoração praticamente não condiz com o que ocorre diariamente com as mulheres, uma vez que elas ainda têm seus direitos negados por violência física e psicológica no meio público, privado e virtual; são exploradas sexualmente; não são reconhecidas no mercado de trabalho. Assim, é notável o quanto cada mulher é forte por viver nessa sociedade machista e o quanto é necessária a LUTA FEMINISTA para assegurar uma vida digna às mulheres.
O CADEL entende a importância dos debates jurídicos e acadêmicos acerca da temática, sendo esses essenciais para a garantia dos direitos das mulheres e para a construção de uma sociedade mais equânime. As mulheres do CADEL fazem parte dessa luta por equidade e pela valorização das mulheres como protagonistas nos âmbitos acadêmicos, jurídicos e políticos. Portanto, nos dias 20 e 21 de março, acontecerá o II Encontro das Mulheres de Direito no Instituto de Ciências Jurídicas (ICJ) da UFPA. Mais informações aqui.




Fontes:

           

0 pareceres:

Postar um comentário