28 novembro 2017

IV SEMACAD DISCUTE CRISE INSTITUCIONAL DO PAÍS

Discentes, docentes e profissionais da área jurídica
compareceram a IV SEMACAD
Durante os dias 20 ao 23 de novembro de 2017, aconteceu a IV Semana Acadêmica do Instituto de Ciências Jurídicas, que teve como temática a “Crise institucional à luz da Constituição de 1988” e debateu sob diversos âmbitos da Ciência do Direito tal tema a fim de proporcionar a ampliação das discussões acadêmicas.

O evento contou com a participação de docentes, discentes e de profissionais da área jurídica com o intuito de dinamizar o entendimento da crise institucional, na qual o país se encontra, promovendo a relação entre os sujeitos que tem operado o direito na nossa sociedade, das mais diferentes maneiras. As mesas de debate abordaram de forma geral eixos temáticos voltados para as áreas da administração pública, da propedêutica jurídica, dos sistemas previdenciário, trabalhista e tributário, do direito empresarial, da responsabilidade civil, da crise dos direitos humanos, do direito agroambiental, povos tradicionais e das diversas maneiras como esses temas se relacionam com os dispositivos constitucionais.

Professor Dr. Antonio Maués proferindo palestra na IV SEMACAD


Somado a isso, nos quatro dias do evento, além da realização de diversas mesas de debate, foram oferecidas oficinas e feitas avaliações de trabalhos submetidos pelos discentes participantes, a fim de incentivar e fortalecer a produção acadêmica – uma vez que o Centro Acadêmico de Direito Edson Luís entende a importância do ensino, da pesquisa e da extensão.

 Durante a SEMACAD, nós procuramos tanto palestrantes, quanto participantes para que eles pudessem compartilhar o que estavam achando da experiência. O professor Antônio Graim Neto disse ao CADEL que a discussão sobre a crise constitucional se faz necessária aos operadores do Direito, para que esses desempenhem a devida maturidade jurídica e que tal temática da Semana Acadêmica é de suma relevância ao momento atual. O discente Reginaldo Paiva, que está no segundo período do curso, complementa a importância do evento, pois analisa que o ele proporciona aos alunos a ampliação dos debates, sob inúmeras perspectivas, da crise institucional vivenciada pelo país e, assim, engrandece ainda mais a formação dos futuros profissionais.



Ana Luísa Rocha,  ganhadora do Prêmio Edson Luís
na categoria discente da Pós-Graduação
Também foi realizada no evento a entrega do Prêmio Edson Luís de Mérito Acadêmico, sob as categorias de docente, discente de graduação e discente de pós-graduação. Ana Luisa Rocha, ganhadora da categoria discente de pós-graduação, disse ao CADEL: “é com muita alegria que recebo este prêmio. Essa é uma excelente iniciativa para o reconhecimento ao trabalho e à dedicação de alunos da Graduação, da Pós-Graduação e de todos os Professores que se dedicam à instituição. Com certeza, um grande incentivo para que todos continuem exercendo suas atividades de pesquisa, ensino e extensão, mesmo com tantos obstáculos pelo caminho”, ao receber o prêmio.

A experiência de debates, oficinas e exposição de trabalhos dos discentes proporciona tanto à formação acadêmica, quanto à profissional dos futuros e atuais operadores de Direito a ampliação de perspectivas por meio da pesquisa, do ensino e da extensão. É exatamente por entender que esses atributos devem ser exaltados e estimulados que todos os organizadores e colaboradores da IV Semana Acadêmica do Instituto de Ciências Jurídicas procuraram oferecer a todos os presentes no evento a melhor experiência possível, a fim de contribuir com as suas respectivas formações. O CADEL irá se empenhar ainda mais para garantir o aprimoramento do evento na sua quinta edição, no ano de 2018, como primazia dos valores da representação estudantil – cuja importância é crucial para fomentar melhorias e ampliações no ensino de Direito da Universidade Federal do Pará.


0 pareceres:

Postar um comentário