17 maio 2019

17 de Maio: Dia Internacional Contra a LGBTfobia

Em 2010, foi instituído no Brasil o Dia Nacional de Combate à LGBTfobia, em alusão à data em que, há 29 anos, a Organização Mundial da Saúde excluiu a homossexualidade do rol de doenças e problemas relacionados com a saúde. Todavia, os desafios enfrentados pela população LGBT permanecem existindo e exigindo resistência diária.
Na última semana, uma propaganda do Banco do Brasil foi censurada pelo Governo em nome do “respeito à população”, apenas por apresentar minorias. A lanchonete Burguer King, que convocou os participantes do comercial a integrarem um novo para a lanchonete, foi alvo de boicote. De igual forma, houve boicote à Natura em razão da nova campanha publicitária contar com casais de lésbicas. Esses atos refletem o país que mais mata transexuais no mundo, ainda que seja o que mais procura por travestis no PornHub. Que exalta artistas como Renato Russo, mas apenas se a orientação sexual deste não for pauta – uma vez que gays só são aceitos se for como alívio cômico. Que faz piada com vídeos de relações sexuais heteronormativas em público, enquanto homoafetivos tem medo até de andar de mãos dadas.
Diante dessa conjuntura, o Centro Acadêmico de Direito Edson Luís se solidariza com a luta de todos aqueles que sofrem qualquer tipo de violação da sua dignidade humana por aqueles que não respeitam sua orientação sexual ou identidade de gênero.

Texto: Fernanda Figueiredo
Arte: Helil Aguiar


0 pareceres:

Postar um comentário