31 março 2020

Ditadura nunca mais

Nos 56 anos do golpe militar perguntamos: Quantos seres humanos, ideias e sonhos a ditadura assassinou?

Neste dia denunciamos não apenas mortes e desaparecimentos, mas também casas de camponeses e aldeias incendiadas, torturas nos porões e nos hospícios. Denunciamos a censura e todas as arbitrariedades praticadas pelo Estado em uma época em que ser oposição era crime.

Este dia serve para que nunca nos esqueçamos do marco de supressão da democracia e das liberdades e para que possamos lembrar das lutas que ainda devemos travar devido feridas deixadas e que ainda estão abertas.

Em resposta à pergunta acima, a ditadura pode ter tirado a vida física das pessoas, mas suas ideias e sonhos ainda vivem em cada um que ousa sonhar com um país justo para cada trabalhador/a, cada estudante, camponês ou indígena, por cada pessoa invisível aos olhos de quem mantém estruturas opressoras de poder.

E, assim como foi feito pela resistência durante aquele período, como estudantes e membros da comunidade política, temos o compromisso de continuar lutando por uma sociedade democrática que transpareça valores humanos e solidários, prezando por todas as vidas brasileiras.

Ditadura nunca mais!

0 pareceres:

Postar um comentário